Televisão
Em Destaque

Quem são os pais de Noah? Casal luso-uruguaio deixou Lisboa para viverem na natureza

Noah protagonizou um dos momentos do ano. O menino preocupou todo o país com o seu desaparecimento, mas felizmente, apareceu com vida, 36 horas depois de ter saído de casa.

Com alguns ferimentos e desidratação, mas esta quinta-feira terminou da melhor maneira para todos, com a boa notícia por este final feliz. Durante as horas que duraram as buscas, a opinião pública ficou apreensiva com este desaparecimento e falou-se muito numa possível negligência.

Os contornos do desaparecimento de Noah ainda não são claros. No entanto, algumas fontes próximas da família, acreditam que o menino possa ter saído à procura do pai. O que até seria mais comum do que o esperado. Depois, com apenas dois anos, acabou por se perder e viver todo este desafio, até ser finalmente encontrado.

Agora, a revista Flash traçou um perfil dos pais de Noah, que desesperaram com este desaparecimento. O pai de Noah chama-se Leandro, é uruguaio e trabalhava como chef de cozinha. Conheceu Rita, que é de Bragança, em Lisboa. Ela trabalhava na área do audiovisual. Juntos, decidiram mudar de vida e começar de novo, em Proença-a-Velha.

Foram para a ‘aldeia’, à procura de paz, de uma vida simples, natural e sem luxos. Essencialmente, queriam ficar longe da cidade. Estabeleceram-se em Proença-a-Velha, foram pais e dedicaram-se aos campos. Outros amigos e familiares seguiram este casal, e formaram uma bonita comunidade.

Começaram por animais e viver da agricultura biológica. Mais tarde, Rita começou a trabalhar em turismo rural, numa localidade vizinha. Já Leandro continua dedicado à agricultura, fazendo estes horários muito madrugadores. Noah gostava de seguir o pai e, de quando em vez, até ia atrás dele. Desta vez, foi diferente, e o caso ganhou todos estes contornos que agora se conhecem.

Numa aldeia escondida de Portugal, as portas ficarem destrancadas ou as crianças serem mais independentes, não será tão invulgar como se julga. O caso de Noah quase acabou muito mal, mas poderá ter ficado tudo como um grande susto, que o pequeno acabará por esquecer.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo