Televisão
Em Destaque

Pai do menino atropelado após fugir quebra o silêncio: “E se o João estivesse morto?”

O pai da criança que foi atropelada no Seixal prestou declarações ao Correio da Manhã, acerca do acontecimento do seu filho que fugiu dos agressores.

O pai de João revelou que o seu filho de 13 anos “tinha sido agredido” no dia anterior, alertando igualmente ainda episódios de bullying no passado.

Quando fui informado do atropelamento nem queria acreditar”, começa por dizer, afirmando que não conhecia as agressoras, que já não se encontravam no local.

Para seu espanto, o filho disse-lhe que teria sido ele a atirar-se para cima do carro.

José até agora recusa-se a falar com a mãe da agressora, e ela já o tentou contactar. “Não queremos entrar em acordos nem nada. Felizmente o João está vivo, e se o João estivesse morto? Se tivesse sido uma fatalidade?”, questionou o pai.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo