Reality Shows

CHOQUE: Taxa de álcool elevada e excesso de velocidade pode ditar novo arguido

Passados oito meses da tragédia que se abateu sobre a família Carreira, a investigação policial está bastante atrasada e a Guarda Nacional Republicana pediu mesmo um alargamento do prazo. Ivo Lucas, que conduzia o carro, é o único arguido do caso. 

Ninguém percebe porque o ator da SIC é o único arguido se “um dos condutores envolvidos ter acusado uma taxa de alcoolemia de 1,35 g/l, superior ao permitido por lei e punível com pena de prisão até 1 ano ou com pena de multa até 120 dias”. 

Segundo o jornal Correio da Manhã: “A família Carreira solicitou há vários meses a apreensão de todos os veículos envolvidos no acidente, mas esta pretensão foi negada pela procuradora do Ministério Público que tutelo o inquérito. Os donos até podiam desfazer-se dos carros, mas dias depois a GNR voltou a solicitar novas perícias aos veículos”.

O advogado da família já se insurgiu contra o atraso na resolução deste caso: “Pode ter sido esta facto que despoletou o enfarte de que Tony Carreira foi vítima, há pouco mais de um mês. Tem sido brutal (…) Estas situações de ansiedade, stress e tristeza provocam outros fenómenos como enfartes”.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo