Futebol

Calado: “Quando o Benfica mais precisa de estabilidade, vem instabilidade de todos os lados”

O antigo médio dos encarnados falou sobre a crise diretiva do Sport Lisboa e Benfica e tem pena que exista tanta instabilidade no clube do seu coração. Numa altura em que o clube não vence o campeonato há duas temporadas e os troféus não abundam, os problemas com a direção de Luís Filipe Vieira teimam em não acabar.

“Infelizmente estamos a falar de uma crise institucional dentro do Benfica. Quando o clube mais precisa de estabilidade, vem instabilidade de todos os lados. Este é um assunto muito delicado e que até me custa falar, porque está em causa o Benfica”.

“Está em causa uma fratura no clube, porque existem imensas. Um dia devíamos ter estes dois homens sentados à mesma mesa, Luís Filipe Vieira e Rui Pereira, um é o presidente do clube que eu amo e o outro é uma pessoa com um caráter inabalável e que eu muito respeito”.

Rui Pereira justificou-se quanto à sua saída do clube da Luz: “Nos termos do nº 1 do artigo 45º dos Estatutos do Sport Lisboa e Benfica, venho apresentar a renúncia ao cargo de Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sport Lisboa e Benfica, solicitando que se proceda à minha substituição imediata, ao abrigo do nº 2 do mesmo artigo. Faço-o por entender que o artigo 55º, números 3 e 4, me impõe o dever de convocar a reunião extraordinária da Assembleia Geral requerida por um conjunto de 334 sócios, que cumprem as disposições estatutárias previstas para o efeito e representam 11.060 votos”.

“No exercício do honroso cargo que ocupei desde o dia 29 de outubro de 2020, sempre assumi ser meu dever defender o superior interesse do Benfica e os direitos dos associados, cumprir os estatutos, garantir a solidariedade dos corpos sociais e respeitar a palavra dada. Por verificar que não conto com o necessário apoio dos corpos sociais, e em particular do Presidente e da Direção, para a convocação da reunião extraordinária da Assembleia Geral, concluo que deixei de reunir essas condições, que considero cumulativas e imprescindíveis”.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo